Foto 2×2

Esta mensagem é para você que de alguma forma está envolvido com a obra do Senhor. Certo dia ouvi esta ” parábola ” por assim dizer, não me lembro onde e nem quem foi o autor, mas acredito que é bastante pertinente e ilustrativa, e pode ajudar e alertar no dia-a-dia nos afazeres da Obra de Deus.

Imagine uma foto sua 2×2 lá no inferno, não que nós tenhamos uma lá, e nem queremos ter, mas para ilustrar esta parábola, nosso grau de envolvimento com a obra e as consequências disto, pense nesta foto, pense que ela está pendurada numa parede qualquer lá no inferno.

Quem passa perto dela na correria com certeza nem a percebe, passa direto sem notá-la, e mesmo que a veja não liga pois é muito pequena, esta foto minúscula se assemelha a pessoa que está a fazer a vontade do inimigo, está vivendo segundo a carne, ou seja, os demônios passam pela foto e não ligam porque não há a necessidade de incomodar o dono da foto, já que ele está nas garras do inimigo ” e supostamente pertence” a ele.

Agora quando esta mesma pessoa conhece a Deus, se entrega a Ele, começa a se envolver na obra, ganhar outras almas para Jesus, esta foto começa a mudar de tamanho lá no inferno, e aqueles mesmos demônios que passavam pela foto e não a percebiam, passam a vê-la e comentar entre si, “Quem é este que começa a nos incomodar? Quem é este que está a roubar almas de nossas garras? Precisamos fazer algo para impedí-lo!”.

Então começam as tribulações na vida do homem ou mulher de Deus, as provas vêm, dificuldades, setas, laços, etc…

Cabe ao filho de Deus nesta hora buscar fortaleza e sabedoria, buscar discernimento de espírito para entender quando virão estas provas, para saber diferenciar as situações e não cair nas tentações que o inimigo nos arma todos os dias.

Isto acontece com todos nós, mas principalmente com aqueles que estão envolvidos na obra, mais uma vez citando a foto, o servo de Deus que jejua, evangeliza, propaga a palavra do Senhor, este com certeza tem uma foto de 50×50 lá no inferno e a todo momento vira alvo do adversário.

É por isto que muitas vezes a gente se pergunta “Por que quando eu não era cristão não passava por estas coisas? Por que era mais fácil não ser crente? Por que tanto problema na minha vida?” Quero então te mostrar através desta crônica como somos alvo do adversário e porque você o incomoda tanto.

Que esta simples comparação sirva de alerta para os que estão fazendo esta boa obra, que cada um venha a se firmar cada vez mais, revestindo-se da armadura de Deus, pedindo a Ele proteção, sabedoria, graça e fé para enfrentar esta batalha, sabendo e crendo que a vitória é certa no nome de Jesus.

Que Deus te abençôe.