Injeção de ânimo

Há momentos em nossas vidas que passamos por tantas dificuldades que acabamos sendo enfraquecidos pelo inimigo, que é astuto e pai da mentira, e no meio desse bombardeio espiritual a primeira coisa que vamos nos distanciando é da oração, deixamos de orar, deixamos de pedir, deixamos de sentir, e quando percebemos a oração não faz mais parte do nosso dia-a-dia, não faz mais parte do nosso caminhar na casa de Deus. A segunda coisa que sobrevem na nossa vida é a vontade de não ir a casa de Deus, pois os problemas são tantos, as dificuldades são tantas, as provas são tantas que dizemos a nós mesmos que não queremos mais saber de nada, que queremos descansar, colocar as coisas no lugar, refletir… e é nessa hora que nos tornamos mais fracos e caimos.

É exatamente neste ponto que o inimigo começa a nos derrubar, começa a nos desanimar, começa a tirar a nossa  vontade e a alegria que temos de estar na casa e na presença de Deus, então não vamos hoje, não vamos amanhã, não vamos nesta semana, nem neste mês e quando percebemos não vamos mais…

Perceba amado que depois da sua vontade de orar a maior estratégia do mal é tirar você da igreja, é tirar você da casa de Deus, por que? Porque é na casa de Deus que somos confortados, é na casa de Deus que somos abençoados, é na casa de Deus que somos tocados, e é na casa de Deus que encontramos apoio para continuar, que recebemos uma injeção de ânimo. É simples assim, no salmo de Asáfe ele mesmo depois de ver que os ímpios prosperavam e ele não, descreve como ele veio a desanimar, e só veio a perceber o fim dos impios quando entrou na casa de Deus, quando teve uma injeção de ânimo  (Salmo 73).

E não foi diferente comigo, e garanto que não é diferente com muitos, após um bombardeio de provas e lutas, tribulações, senti me afastando de Deus, entristecido e sem forças, porém quando entrei na sua casa em um culto que tinha não mais do que 20 pessoas pude receber uma injeção de ânimo, uma injeção do óleo da unção que vem direto do trono de Deus, ministrada pelo Espírito Santo, e então pude me erguer e novamente tirar forças para lutar e guerrear contra o mal.

Se você está afastado, se não vai a igreja frequentemente, se está longe dos caminhos do Senhor é hora de regressar, pois esta injeção de alegria você só irá encontrar em um lugar, na Casa de Deus, mesmo triste, desanimado, mesmo sofrendo, se levante mais uma vez, procure uma Igreja entre com o coração aberto, e a mesma injeção que eu recebi será ministrada na sua vida, e você se tornará mais uma vez cheio do Espírito de Deus.

Anúncios

Você esta disposto a pagar o preço?

Muitas vezes olhamos pastores famosos, grandes pregadores da palavra de Deus, homens e mulheres que tem um “que” a mais, que parecem ter uma comunhão com Deus que você não alcançou, que você ainda não conseguiu mesmo buscando muito. Pensamos que, assim como estas abençoadas almas, poderíamos ter comunhão tal que nos fosse dado o dom da cura, o dom da palavra, da unção da ministração dentre tantos outros. Mas chegar onde estas pessoas chegaram não é fácil,  você estaria disposto a pagar o preço?

Falar em pagar o preço por si só já é uma palavra muito pesada, desagradável aos nossos olhos e ouvidos, pagar o preço nos lembra de dores, provas, tribulações… mas temos que perceber que pagar o preço também significa deixarmos de confiar em nossas forças e nos entregarmos inteiramente a Deus, assim como Abraão pagou o preço ao levar seu filho para o holocausto, assim como Moisés pagou o preço ao ficar por 40 anos como fugitivo pastoreando ovelhas antes de ser chamado como libertador,  como José pagou o preço ao ser enviado como escravo para o Egito por apenas ter tido um sonho um pouco inusitado, como Paulo pagou o preço por ser apóstolo fervoroso divulgador da palavra de Deus ao ser apedrejado, perseguido, açoitado, encarcerado…

Ter o poder de Deus é maravilhoso, lindo, você faz história com esse poder e é conhecido por ele, vemos pessoas que saíram do nada, de lugar nenhum direto do anonimato para ganhar a fama internacional, pessoas que não tinham parentes importantes, que não vieram de lugares importantes mas que mudaram e mudam a história nacional e internacional. As vezes vemos o poder de suas palavras, a manifestação de Deus em suas vidas e queremos ser igual a eles, não que isso tenha alguma coisa de mal, pois ser semelhante a uma pessoa de Deus é mesmo o nosso objetivo, como o Ap. Paulo disse: ” Sede meus imitadores assim como eu sou de Cristo”.

Mas é interessante notar que àqueles que ali estão, falando da palavra de Deus, curando, cantando não vieram do nada, tiveram uma vida, quase sempre, bem mais difícil do que a minha e a sua, pessoas que passaram fome, que tiveram portas fechadas na cara, que foram difamadas, que perderam entes queridos, filhos, que passaram pelo vale mas confiaram em Deus não desistiram e hoje estão ai para todo mundo ver a glória de Deus em suas vidas.

Pagar o preço é se dispor da sua família, se dispor do seu casamento, da sua casa se assim Deus quiser, do seu ministério, das suas vaidades, do seus pensamentos pecaminosos, da sua vida de luxo, da sua idolatria, dispor do seu tempo para ter um tempo ao Dono do Tempo. É dizer hoje não dá pois, vou orar ou vou a igreja, não vou ver essa novela porque irei orar a Deus, àquele evento grandioso eu não fui porque era o dia do culto, assim por diante, pagar o preço é viver para Deus e conforme Deus quer que vivamos, alguns podem não entender e chamar isso de fanatismo, de loucura, de ignorância, mas isso tudo já estava escrito na Bíblia muito antes, pois a amizade com o mundo é inimizade para com Deus, se fizermos as coisas de Deus o mundo não mais irá nos aplaudir nem nos compreender, mas Jesus disse: ” Tenham fé, Eu venci o mundo ” e nós também venceremos.

Amados irmãos, temos que entender que antes do poder vem a prova, isso com certeza, para mais leia o texto Deserto a Escola de Deus, que antes de sermos “grandes homens” temos que ser pequenos, não que Deus deseja nosso sofrimento, não é isso, mas sim que algumas coisas que nos fazem chegar mais perto de Deus parecem sofrimento à nossa carne, exemplo, jejuar para se aproximar a Deus é um sofrimento para nossa carne, orar é um sofrimento para nossa carne, parece que quando estamos de joelho o tempo não passa, oramos e as palavras parecem até que acabaram e não se passou ao menos dez minutos, o carnal nunca andará junto com o espiritual, quando mortificamos a carne é que alcançamos as coisas do espírito.

Não devemos entristecer, pois, apesar de tudo  parecer difícil aos nossos olhos Deus nos ajuda e nos ampara, nos capacita e nos dá força para prosseguirmos, pagar o preço parece difícil para o homem carnal mas para o espíritual é um motivo para se apegar mais a Deus e nas suas promessas. Concluindo pergunte a qualquer um desses se eles deixariam de sentir o poder de Deus por causa desses pequenos percalços, a resposta seria não, o Poder de Deus excede todos esses aparentes problemas, você quer ter unção, poder e graça? Pague o preço, e quer saber pagar o preço nesta vida é muito pequeno pelo que Deus tem preparado para nós no Céu…