A língua – Um órgão que abençoa, mas também amaldiçoa

Queridos hoje quero falar de um órgão nosso que pode ser usado para abençoar a vida de alguém, mas este mesmo órgão pode amaldiçoar também. A língua.

Fica aqui minha pergunta, como você tem usado a sua língua?

Você tem abençoado ou amaldiçoado os que te rodeam?

Gostaria que os irmãos examinassem a Palavra de Deus no livro de Tiago 3:5-10, observem que de nossa boca provém benção e maldição, então devemos nos policiar nas nossas palavras, devemos pedir sabedoria ao Senhor antes de abrirmos nossas bocas.

Muitas vezes chamamos nossos pais, filhos, amigos, cônjuges, até mesmo os inimigos de nomes que mesmo inconscientemente estamos atraindo coisas malignas na vida daquelas pessoas. Muitos tem mania de chamar os filhos de “burros”, de “peste”, vocês podem não perceber, mais tudo que a gente fala no mundo natural reflete no mundo espiritual. Lembrando que nas Sagradas Escrituras existe uma passagem que diz que tudo o que é ligado na Terra é ligado no céu, ou seja, se você abençoar uma vida através de tua língua, isto irá se refletir no mundo espiritual, agora se você proferir palavras de maldição, pode ter certeza também que haverá forças apostas, prontas para colher suas palavras e usá-las contra você ou conta quem você amaldiçoou.

Uma frase maldita ao teu filho na infância pode criar um trauma permanente na vida da criança, já ouvi muitas vezes pais dizendo a seus filhos que eles eram indesejados, que não foram planejados, que a vida seria diferente se não os tivessem concebido, pode parecer besteira mais este tipo de coisa fica incutido na cabeça de uma criança, criando às vezes sequelas e mágoas difíceis de se apagar.

Certa vez ouvi uma mensagem, uma ilustração a respeito da língua onde um patrão chega para sua empregada e a manda ir até o açougue para comprar a melhor carne que ela encontrasse. Pouco tempo depois a empregada volta com o pedido e para espanto do patrão ela vem com uma peça de língua e mostra a ele. Indignado ele pergunta: “Eu mandei você comprar a melhor carne do açougue e você me vem com língua?” A empregada responde: “Sim patrão, eu trouxe língua porque ela pode ser usada para abençoar a vida de alguém”. O patrão acaba sendo convencido e come a língua neste dia. Alguns dias depois o patrão se dirige para sua empregada e faz um novo pedido, mas desta vez usa um outro artifício pois acreditava que se pedisse a melhor carne do açougue já sabia o que sua empregada iria trazer, então ele a manda de novo ao açougue mas desta vez pede que ela traga a pior carne do açougue. Novamente a empregada volta do açougue trazendo mais uma peça de língua. Mais perplexo ainda e “entrando em parafusos” ele pergunta a sua empregada: “Mulher, você está querendo me confundir? Quando eu peço para você me trazer a melhor carne do açougue você me traz língua, então te peço para trazer a pior carne do açougue você me traz língua também?” Novamente a empregada responde ao seu patrão: “Eu trouxe língua novamente porque da mesma forma que ela pode ser usada para abençoar alguém, ela também pode ser usada para amaldiçoar, por isso que ela pode ser a melhor ou a pior carne do açougue”. Mais uma vez desconcertado o patrão acata o raciocínio da empregada e acaba comendo a tal da língua.

Por isso meus amados quero que reflitam sobre como tem usado este órgão que Deus te deu, se tem usado para bênção ou maldição, pare um instante e examine seu interior, aprenda a usar sua língua, peça sabedoria a Deus para usá-la corretamente.

Use sua língua para adoração ao Senhor, para abençoar sua família, seus amigos, seus companheiros de trabalho, caso não consiga de uma olhada no que diz a palavra de Deus e Isaías 6:5-8, entre no teu quarto fale com Deus, peça a Ele que envie um de seus anjos para tocar seus lábios com uma brasa de fogo e te purificar e se fores suficientemente ousado diga a Ele: “Eis-me aqui, envia-me a mim.”

Anúncios

Pense Nisto – Veja com os olhos da fé

VOCÊ.COM.DEUSE o servo do homem de Deus se levantou muito cedo e saiu, e eis que um exército tinha cercado a cidade com cavalos e carros; então o seu servo lhe disse: Ai, meu senhor! Que faremos? E ele disse: Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles. E orou Eliseu, e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o SENHOR abriu os olhos do moço, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu. ( 2 Reis 6:15-17).
Esta é uma das mais maravilhosas demonstrações de Deus sobre a visão espiritual; quando o servo do profeta Elizeu saiu viu apenas os inimigos que os haviam cercado, porém o servo de Deus viu além do que os olhos podiam ver. Peça a Deus que hoje que abra os seus olhos para você ver além da prova. Pense Nisto.