Senhor quero ser Grato

Todo ser humano busca a felicidade, vários artigos, livros, programas de televisão e muitos outros meios de comunicação exploram este tema, os quais dão dicas para termos uma vida mais feliz. Talvez você esteja se perguntando “que ligação existe entre a gratidão e a felicidade”,  acredite a gratidão é um fator primordial para se ter uma vida feliz e completa.

Na vida todos nós enfrentamos lutas muitos difíceis, entretanto cada ser humano tem uma maneira diferente de enfrentar as provações, neste artigo quero focar apenas dois tipos de pessoas: as não gratas e as gratas.

Muitas pessoas passam por situações muito difíceis, pedem para Deus uma vitória, são perseverantes e Deus as abençoa, entretanto assim que recebem a vitoria não se lembram mais da situação difícil em que viviam anteriormente e passam a reclamar por outros motivos. Pessoas que passam a vida reclamando de tudo e não reconhecem o que Deus fez por elas e por este motivo são pessoas tristes e amarguradas. Aqui na terra nada é perfeito, sempre irá nos faltar alguma coisa, para cada vitória que recebemos surgirão outros tipos de problemas, entretanto devemos enxergar o que Deus fez por nós e não apenas enxergar o que ele ainda pode fazer, pois se não conseguirmos ver as vitórias alcançadas nunca conseguiremos nos sentir felizes com elas.

Me lembro de um testemunho que vi quando ainda era criança, de uma irmã que era evangélica havia dezessete anos ou mais, ela queria ser batizada com Espirito Santo mas não conseguia e por esse motivo resolveu deixar de ser evangélica. Ela  foi a até o pastor de sua igreja e disse que iria entregar o cartão de membro, o Pastor questionou o motivo dessa decisão e ela lhe falou que era porque não conseguia o batismo mesmo tendo muitos anos de evangelho, enquanto outras pessoas com menos tempo de crente já eram batizados. O Pastor não aceitou que ela entregasse o cartão de membro no mesmo dia, mas a desafiou dizendo que ela deveria ir para casa repetindo as seguintes palavras “Deus é bom, é maravilhoso e Ele me ama” , a irmã deveria repetir isso até o dia seguinte (domingo), que era dia de culto, o Pastor disse a ela que se nada mudassse então ele entregaria o cartão de membro junto com ela. A irmã mesmo contrariada com o que tinha acontecido foi para casa repetindo o que o pastor mandara e repetiu isso até adormecer. No dia seguinte sua filha e seu marido saíram para trabalhar e a irmã ficou para arrumar a casa e preparar o almoço dos dois e continuou repetindo “Deus é bom, é maravilhoso e Ele me ama”, “Deus é bom, é maravilhoso e Ele me ama”, por várias vezes, em um determinado momento as lágrimas começaram a correr do seu rosto pois ela havia se lembrado de como era sua vida antes e de como estava agora. Ao limpar sua casa ela lembrou que antes ela não tinha uma casa para limpar, foi fazer a comida e se lembrou que antes ela não tinha o que comer, se lembrou que seu marido que estava trabalhando antes era um alcoólatra e que sua filha que antes estava desenganada pelos médicos, agora estava sarada. No momento que a irmã reconheceu o que Deus fizera, ela recebeu o batismo com Espirito Santo.

A palavra gratidão significa o reconhecimento por um bem alcançado, ou seja, ser grato é reconhecer um bem que Deus fez a você, a Bíblia em Lucas 17 a partir do verso 12 fala sobre dez leprosos que foram ao encontro de Jesus para serem curados e conta que Jesus se compadeceu dos doentes e curou a todos, entretanto apenas um voltou para agradecer, este que voltou para agradecer não recebeu apenas a cura mas também a Salvação. Quando não somos gratos a Deus, podemos até receber algumas bençãos, mas a benção completa acompanhada com a salvação nos só podemos receber quando reconhecermos o que Deus fez em nossas vidas, que nós possamos ser diante do Senhor como aquele leproso que reconheceu a benção de Deus, que foi grato e possamos não apenas receber a cura mas também sermos salvos por Ele, que toda Honra e Glória em nossas vidas sejam dadas a Deus.

Anúncios

Uma experiência com Deus

Dizem que na vida a única coisa que nunca ninguém vai nos roubar é o nosso conhecimento. Existem dois tipos de conhecimento: o conhecimento teórico e o conhecimento prático. Talvez você se pergunte o que isso tem haver com ter uma experiência com Deus? Muitas pessoas conhecem a bíblia inteira, não faltam uma aula na escola dominical, mas acham que só conhecer basta, não se preocupam em ter uma experiência pessoal com Deus.

A bíblia conta a história de um homem chamado Jó que era íntegro, puro e se desviava do mal, conta que Deus usou Jó como referência de cristão na terra e mesmo assim Deus permitiu que o inimigo tocasse em sua casa, suas finanças, sua família e sua saúde. Jó perdeu tudo aquilo que tinha e que lhe fazia feliz. Muitos se perguntam: Por que Deus permitiu que o diabo tocasse na vida de Jó mesmo sendo ele um bom Cristão? Porém a própria bíblia nos da essa resposta, Jó após ter passado por tudo isso disse: “com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora os meus olhos te vêem” (leia jó 42:5).

Deus restituiu a Jó em dobro tudo que ele tinha, mas a maior vitória de Jó não foi ter alcançado riquezas pois isso Jó possuía antes, a maior riqueza de Jó foi ter uma experiência com Deus. O nosso conhecimento de Deus não pode se limitar ao conhecimento teórico, ao conhecimento de ouvir falar; temos que ver Deus, temos que andar com Ele, os tempos estão difíceis e temos que buscar a Deus mais e mais, temos que conhecê-lo de perto.

Recordo-me que aos treze anos de idade eu quis me batizar nas águas e fui pedir a minha mãe, mas fiquei surpresa com a resposta que recebi, ela me disse “não”, eu pensei “ como assim não, se sou crente desde que nasci? ” então ela me respondeu que eu precisava ser crente de verdade, por mim mesmo, que deveria buscar ter uma experiência com Deus e não mais viver da experiência que ela tinha com Ele.

E a partir desse dia passei a refletir sobre o que ela me dissera e então passei a buscar Deus pela primeira vez na minha vida e cada dia mais sentia a necessidade de ter uma experiência com ele, por esse motivo sofri algumas perseguições como a que mencionei no meu testemunho que contei em “Deus não entende de Matemática? – Testemunho“, mas também obtive uma experiência com Deus, o conheci mais de perto na hora da minha aflição. Entretanto a minha busca não terminou no dia do batismo, nem enquanto eu estava na escola, Deus me fez entender que essa é uma busca que não deve acabar, deve ser constante, para que Deus possa ser Glorificado em nossas vidas todos os dias, leia apocalipse 22:11 na parte que diz: “Quem é santo, seja santificado ainda”, o santo a que se refere nessa parte somos nos os crentes e ele significa é que por mais que sejamos santos na presença de Deus devemos nos santificar cada dia mais, buscar cada dia mais.

Talvez você se pergunte: como eu posso ter uma experiência com Deus? A única forma de obter uma experiência com Ele é orar, jejuar, louvar, adorar e pedir todos os dias “Senhor eu quero Te conhecer de perto” e com certeza o senhor se revelará a você. Quem sabe você esteja passando por uma situação difícil e pensa que não vai suportar, seja forte, lute e pense que essa é uma ótima oportunidade de ter uma experiência com Deus.