Deus te deseja vencedor

vencedorAs vezes a vida não é como queremos, as vezes não temos o controle total dos nossos feitos, não temos controle daquilo vai nos fazer feliz, não temos o controle total sobre o nosso relacionamento, sobre nossos filhos, sobre nosso emprego, sobre nossos desejos, sobre nossa felicidade, e no meio desse jogo da vida as vezes nos encontramos com uma barreira, nos encontramos com uma muralha intransponível que nos impede de avançar, crentes ou não, servos de Deus ou não, homens, mulheres, todos nós passamos uma hora ou outra por problemas, o segredo de ser um servo de Deus não é a garantia de não ter problemas ou provas mas de como passar por eles, àqueles que não tem Deus em seu coração a prova se torna muito mais difícil, muito mais árdua, intensa e infindável, é neste momento que surgem as depressões, os complexos de inferioridades, os vícios, a prostituição, a inveja a morte, porém os que estão alicerçados na rocha tem um escape, tem um ombro amigo a noite onde suas lágrimas são derramadas e então temos aquela resposta suave vinda de Deus “aguente mais um pouco, está acabando”.

Mas existe na casa de Deus algumas pessoas tristes, pessoas que pelo tamanho da provação tem perdido a vontade de trabalhar na casa de Deus, a vontade de louvar, a vontade de crescer; falar que devemos orar, que devemos lutar, que devemos seguir em frente não importa o que aconteça é fácil quando o problema não é com a gente, dizer  você vai conseguir, dizer não desista, é fácil quando o deserto não é o nosso, posso falar isso por experiência, quando chega a nossa vez é que entendemos, que compreendemos, quando chega a nossa vez é que então percebemos o quanto é difícil glorificar, o quanto é difícil lutar, o quanto é difícil erguer a cabeça e olhar para cima, a minha vez chegou, e então pude perceber como era penoso, refletia como o ano havia se esvairido entre minhas mãos e quantas coisas eu não pude realizar e tudo que havia perdido, foi então que em um culto que o Espírito Santo me disse: ” Deus te deseja vencedor”, bem assim, nestas palavras, Deus deseja que eu e você sejamos vencedores, DEUS TE DESEJA VENCEDOR! Ele quer que sejamos vitoriosos, sejamos o centro, que sejamos a referência, que sejamos vitoriosos mesmo na derrota, que em pé ou caídos sejamos vencedores.

Deus sempre quis, e sempre  vai querer o nosso melhor, Deus não quer que sejamos apenas um, não quer que você seja apenas mais um da igreja no meio de apenas outros, Deus quer que você seja VOCÊ, o irmão, a irmã, a diferença, e Ele nos dá todos as chances para isso, temos que compreender que depois da tempestade vem a bonança, que depois da noite vem o dia, e que depois do choro vem o sorriso, Deus só prova aqueles que Ele quer aprovar, é a sua vez agora, aguente firme, enquanto isso, tire proveito, aprenda, cresça, há duas formas de ver a mesma situação, como vitória ou como derrota, você escolhe, Deus quer que você enxergue a vitória no meio do deserto enquanto o inimigo quer te fazer murmurar e parar dizendo que não é possível, temos este exemplo quando o povo escolhido mandou doze espias para a terra prometida para trazer informações sobre ela, dez deles voltaram e disseram, temos que voltar, pois na terra há cidades com grandes muralhas e vilarejos onde habitam gigantes homens de guerra, os outros dois destes espias disseram: ide e avançamos e tomemos por posse a terra que nosso Deus tem nos dado; uma mesma situação e duas visões diferentes uma visão de derrota e uma visão vitoriosa, e como sempre a maioria sempre enxerga o que é negativo, eu não posso, eu não vou aguentar, eu não vou conseguir…

Deus te deseja forte, perseverante, vencedor, eu não entendo os seus pensamentos, nem sei a sua maneira de trabalhar, e isso é obvio pois não há como a criatura contender com o Criador, mas o que sei que como Criador ele me ama mais do que tudo, Jesus esteve aqui para nos mostrar isto, morrendo por nós. Mas então o que devemos fazer, devemos ser como os dois espias, ide e avancemos tomemos a terra que Deus tem nos prometido. Ide avancemos vamos tomar a nossa vitória das mãos do inimigo, vamos lutar, vamos vencer, mas como? Fazendo aquilo que o inimigo nos havia tirado o ânimo para fazer, é hora de levantar a cabeça, de arregaçar as mangas, de batalhar, a vitória esta aí, bem mais perto do que você e eu imaginamos, Deus já nos deu.

Temos nossos talentos, temos nossa vida, e principalmente temos nosso Deus conosco, que nos ajuda, que nos guarda, pedi pedi e dar-se-vos-á, é o momento de pedir a Deus mas de batalhar por isso também, temos que fazer, temos que orar, temos que lutar, temos Deus conosco, chorar o passado, se entristecer com o que já passou, remoer a derrota o amargo não nos fará nada, nosso Deus é o Deus do presente, é o Grande eu SOU, sabe porque ele se diz Eu Sou e não eu fui, eu era ou eu irei ser, ou os três juntos, é porque Ele É, Ele é o Deus de agora, e sempre será o Eu Sou, pois ele é o presente, Ele é o nosso presente, o nosso Deus, está aí neste exato momento ao seu lado, esperando que você se levante e que comece a mudança agora mesmo, esperando apenas uma autorização sua dizendo: ” Deus entra em minha vida, me faz um vencedor”.

Ser vencedor não é ter dinheiro, não é a prosperidade, não é ter tudo o que o mundo pode imaginar, pois tudo isto é apenas uma pequena parte do que Deus dá para àqueles que o amam, mas não chega nem aos pés do que um vencedor de Cristo merece, que é a vida eterna, gozo, paz e alegria.

Um novo ano se aproxima, ele pode ser igual a este que você passou, pode ser pior do que este, ou você pode tomar a decisão agora mesmo de entregar-se a Deus de alma e coração, de passar com ele pela prova sem reclamar, de segui-lo e de ser muito mais do que vencedor e perceber que para vencer não é necessário muito, basta apenas querer, Ele já te disse você vai vencer, então vença.

Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. (Rm 8:37)

Anúncios

Saia do Egito

Quem não conhece a história de Moisés, um famoso homem de Deus, homem escolhido por Ele para libertar da escravidão o Seu povo, libertar do jugo de faraó. Deus usou Moisés para realizar grandes milagres diante do faraó e este mesmo assim com o coração duro se recusava a libertar o povo de Deus, foram precisos muitos sinais, prodígios e maravilhas para que eles deixassem o Egito.

Quando finalmente o povo de Israel deixou o Egito começaram as provações, eles passaram por muitas dificuldades no deserto até chegar a terra prometida, mas Deus estava com eles, Ele provia as necessidades daquele povo, falava com eles, mas muitos queriam voltar para o Egito, preferiam uma vida de escravidão a ter uma vida de intimidade com Deus, uma vida de liberdade em que pudessem ser eles mesmos, viver uma vida de alegrias preparada por Deus, ter uma identidade de nação, nação escolhida por Deus.

Trazendo esta passagem para nossos dias e este é o foco desta mensagem quero te mostrar uma coisa, o Egito é o mundo e faraó é o inimigo, você faz parte deste povo escolhido por Deus, Ele te escolheu para ser livre, Ele usou um dia alguém, um Moisés para te resgatar do Egito. Deus te tirou de lá ou falando para você que ainda está lá, Ele quer te tirar, não pense que não terá dificuldades, não posso te iludir de tal forma, mas o próprio Deus nos disse que teríamos aflições, a diferença é que agora você não estará sozinho, Deus vai te assistir nas suas dificuldades, Ele vai te prover o maná no deserto, vai te sustentar nas batalhas. Continuar lendo “Saia do Egito”

Crente ou Convertido

Muitas pessoas freqüentam a igreja todos os dias, seguem as doutrinas da igreja e do pastor, muitas vezes até ocupam cargos de destaque na igreja, mas poucos conhecem sobre a verdadeira essência do evangelho, pessoas que embora sigam as leis da bíblia, não as compreendem bem e nem entendem o objetivo de ter uma vida Cristã. São pessoas que não conhecem o verdadeiro motivo do evangelho e desconhecem a razão da morte e sacrifício de Jesus na cruz.

Existe uma diferença entre ser crente e ser convertido, os crentes tem uma transformação superficial, ou seja, uma transformação somente no seu exterior, já o convertido começa a transformação de dentro para fora; a bíblia já nos fala disso quando menciona sobre a parábola do joio e do trigo, o joio tem aparência de trigo, mas não é trigo (leia Mateus 13) e nem tem as qualidades de trigo, assim também os crentes apenas têm aparência de convertido, mas não são convertidos e não tem as qualidades de um convertido.

Existem vários tipos de Crentes na igreja:

  • Crentes Acostumados: Estes tipo de pessoa geralmente são filhos de crente, que os pais levaram na igreja desde criança, pessoas que criaram  vínculos de amizade na igreja, gostam do ambiente cristão e estão acostumadas a ir à igreja todo domingo, porém nunca entenderam o verdadeiro motivo do evangelho e nem o plano de salvação de Jesus Cristo.
  • Crentes que só querem a benção: Estes são aquele tipo de pessoas que estão passando por uma situação bem difícil, já tentaram de tudo e ouviram  falar que Deus abençoa. São pessoas que chegaram à igreja esperando por um milagre em sua vida e querem a vitória, mas não querem compromisso com o Dono da vitória. Pessoas que acreditam que podem comprar a benção de Deus  “Se Deus me der o que eu quero, eu dou isso ou aquilo em troca”; pessoas que  trocam os papéis e não entendem que nós precisamos de Deus e não ele de nós,  pois do Senhor é a Terra e tudo que nela há.
  • Crentes Juízes: São pessoas que se colocam no lugar de Deus, passam  a  vida a julgar e analisar a vida dos que estão ao redor, pessoas que seguem as doutrinas do evangelho a risca, mas se esquecem do mandamento  mais importante  da bíblia que é o Amor e a Caridade.  Pessoas que não tem misericórdia do próximo, e se julgam tão Santos a ponto de serem intolerantes a  erros. Crentes que usam o desprezo no lugar do amor, o apontar de dedo no lugar da oração e da ajuda. Pessoas que não conseguiram entender o motivo de Jesus não ter apedrejado Maria Madalena e que nunca  leram  Coríntios treze, pois não sabem que o Amor a que Deus se refere neste capitulo não é só o amor a Deus e sim o amor ao próximo mesmo que ele esteja errado.
  • Crentes que só Querem a Glória: Esse tipo de Crente é aquele que já foi convertido um dia, mas que em algum momento da sua vida perdeu  o foco e pararam e dar glória a Deus para viver a sua glória. Pessoas cujo objetivo de vida é ser um Pastor, Pregador, Missionário Cantor nem que para isso tenha que mentir  caluniar o irmão, pisar no próximo. Pessoas que usam o evangelho apenas como realização e sucesso pessoal se esquecendo que toda a Honra e toda Glória são do Senhor.
  • Crentes convertidos: São aqueles crentes que amam a Deus acima de tudo, que servem a Deus se estão na benção e louvam a Deus quando estão na prova, crentes que tem o sonho de serem pastores, cantores, pregadores, missionários ou apenas servos, pois reconhecem  que o que fazem para Deus ainda é pouco diante de tudo que Deus fez e ainda faz  por nós em todos os dias, crentes que amam ao seu próximo como a si  mesmo. Crentes convertidos são  pessoas que deixam de viver para si  para viver para o Senhor.

Existe um objetivo maior no evangelho e ele está ligado à morte de Jesus na Cruz, Jesus morreu para que nos pudéssemos viver, para que não fôssemos condenados pelos nossos pecados e sim justificados pelo seu sangue e sua morte na cruz.

Devemos analisar a nossa vida, para sabermos se estamos tendo uma vida de crente ou de convertido, se somos trigo ou joio. Bem sabemos que Jesus não voltou ainda, mas que ele voltará mui breve e devemos converter os nossos caminhos todos os dias para que possamos ser crentes convertidos e possamos dizer como Paulo em Gálatas 2:

“Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos, também, crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé de Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto, pelas obras da lei, nenhuma carne será justificada.

Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos, também, somos achados pecadores, é, porventura,  Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma.

Porque, se torno a edificar aquilo que destruí, constituo-me a mim mesmo transgressor.

Porque eu, pela lei, estou morto para a lei, para viver para Deus.

Já estou crucificado com Cristo; e vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo, na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.”